quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Resenha: The Crash Reel | Um Documentário de Lucy Walker (2013)


Poderia a primeira vista ser apenas um olhar atento sobre os perigos de um esporte radical no tom de um precioso alerta aos engajados adeptos. Embora haja esse aspecto encrustado em seu desenvolvimento também, apresentada de forma genial aos sentidos, em sua essência há muito mais a ser contemplado em “The Crash Reel” (2013), um fantástico documentário dirigido por Lucy Walker (realizadora de “Lixo Extraordinário) e escrito em parceria com o brasileiro Pedro Kos. Abordando uma infinidade de aspectos diferentes em relação ao esporte, como de seus atletas, como de seu protagonista sem soar raso em nenhum deles, Lucy entrega um trabalho que gera um importante debate sobre os limites do esporte no âmbito de competição, ao mesmo tempo em que nos emociona com a história de um grande atleta. Ao contar a história dramática de um esportista chamado Kevin Pearce, um verdadeiro ícone do snowboard que teve uma ascensão épica dentro do esporte e foi barrado por um acidente quase fatal; seus realizadores criam um panorama emocionante de sua jornada de retorno em meio a inúmeras dificuldades físicas e psicológicas. Após o acidente que o levou a ter uma lesão cerebral traumática, o espectador passa a ser apresentado a uma história de vida, tanto pessoal quanto no mundo esportivo marcada de rivalidades, de decisões e mudanças difíceis e de um retorno inspirador que desencadeia as mais sinceras emoções.


A ideia da realização desse documentário não surgiu de cabeça pensada. Foi à combinação de vários elementos que propiciaram a grata possibilidade. Lucy Walker conheceu Kevin Pearce em um evento patrocinado pela Nike, que tinha a proposta de inspirar atletas de esportes radicais num projeto que pudesse conferir mudança social através do esporte, e tocada por sua história decidiu fazer um documentário que resultou no final das contas em “The Crash Reel”, um trabalho imensamente sensível e premiado pelo mundo. Uma das razoes que fazem desse documentário um trabalho fantástico, talvez seja a bem-vinda exploração de todas as possibilidades em volta da história de seu protagonista. Um exemplo disso, o documentário apresenta uma grande verdade com o devido apuro sobre um dos aspectos que marcam o trabalho da diretora: a insuportável batalha consequente que sobreviventes de um acidente como o que Kevin, um jovem que sempre buscou ultrapassar as possibilidades e superar os limites, o limita a uma pequena fração da vida comparada a sua condição anterior. Com perseverança natural dele, o imprescindível apoio da família, Kevin arriscou muito, e até colocando sua vida em risco, o que gerou dentro do documentário boas indagações e momentos de introspecção. Visualmente agradável em todo seu desenvolvimento, “The Crash Reel” é detentor de uma trilha sonora perfeitamente escolhida com canções que inflamam os nervos e tocam o coração, demonstrando ter um condicionamento técnico que transborda excelência. Uma jornada existencialista e humana, permeada de altos e baixos em vários sentidos.

Nota: 8,5/10     
________________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário