domingo, 17 de setembro de 2017

Crítica: Bikini Car Wash | Um Filme de Nimrod Zalmanowitz (2015)


Jack (Jack Cullison) é um inconsequente universitário que está com os dias contados na faculdade, pois vive uma vida desregrada ao lado de seu amigo, Vex (Jason Lockhart) enquanto suas notas o condenam. Quando um de seus professores propõe a Jack o trabalho de gerenciar uma lavação de carros por uma semana como uma prova que pode resolver seus problemas acadêmicos, o estranho desafio é encarado com uma peculiar criatividade. Com a ajuda de seus amigos, garotas seminuas e muito jogo de cintura, essa turma se mete em muita confusão no processo de alçar o empreendimento ao sucesso. “Bikini Car Wash” (All American Bikini Car Wash, 2015) é uma comédia erótica escrita e dirigida por Nimrod Zalmanowitz. Inspirada em um gênero de cinema dos anos 80 e 90, em uma produção de 1992, esse filme se arma de poucos atrativos narrativos, atuações medíocres e um roteiro inconcebível para apresentar uma história de humor que não tem graça e que dificilmente é capaz de cair no gosto de uma plateia diversificada. Embora entregue justamente o que sugere no cartaz e no trailer da produção, que esboça uma trama tosca e sem fundamento que apenas justifique o desfile de corpos femininos em pouca roupa, há uma ausência de comprometimento dos envolvidos em melhorar sua inspiração.

O maior problema de “Bikini Car Wash” é que ele não abraça verdadeiramente sua inspiração. Ainda que tenha em seu material a maioria dos elementos que levavam filmes como ele no passado, de histórias rasas e pobres recheadas de muito apelo visual oferecido por cenas de nudez, diretamente para sessões do tipo Cine Band Privé (sessão de filmes eróticos que era indicada para maiores de 18 anos) essa produção é extremamente soft se comparada aos filmes que o inspiraram. Sobretudo, com os devidos cortes “Bikini Car Wash” poderia ser exibido facilmente em qualquer horário. Além dos mais, as sequências exóticas que eram pontuadas por uma trilha sonora de rock’roll por bandas desconhecidas similares a clips de bandas famosas dos anos 80 não é adotado. As músicas não são legais e muito menos bem inseridas no desenvolvimento do produto. Uma perda narrativa irreparável para um filme que já não detêm muitas qualidades, já que o humor destemperado e as emoções implícitas que permeiam os relacionamentos dos personagens não são grandes atrativos para um filme que tem uma historia extremamente fraca e sem pé nem cabeça. Assim sendo, o pequeno texto que escrevo aqui não é necessariamente uma crítica a essa produção, mas um necessário alerta ao espectador que por alguma razão intenciona conferir o resultado desse filme. Passe longe de “Bikini Car Wash”!

Nota:  3/10
_________________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário