sábado, 24 de agosto de 2013

Crítica: Você não Conhece o Jack | Um Filme de Barry Levinson (2010)


"Você não Conhece o Jack" (You Don't Know Jack, 2010), é uma daquelas raras produções elaboradas sob medida para televisão, onde por aqui são lançadas diretamente em DVD, e que sem muito estardalhaço se mostram fascinantes. Polêmica, bem realizada e que aborda um tema sempre em discussão, essa produção tem sua relevância por abordar um dos primeiros personagens de importância sobre o assunto. Dirigida por Barry Levinson para o canal de televisão HBO, essa produção recebeu várias indicações a prêmios Emmy, onde seu protagonista, o ator Al Pacino inclusive recebeu o prêmio de melhor ator em telefilme ou mini-série. Não é a toa que ela funcione melhor na telinha. Baseada em fatos reais, o roteiro de Brian Mazer usa como base o material do livro "Between the Dying and the Dead: Dr Jack Kevorkian's Life and the Battle to Legalize Euthanasia", publicado por Neal Nicol, assistente de Kevorkian, o qual conta a história do médico americano Jack Kevorkian, que ficou conhecido como Doutor Morte, após defender publicamente o direito de pacientes terminais por optarem pela morte, dando fim ao sofrimento imposto.


Essa produção reúne toda a experiência dos envolvidos, onde de um lado há a direção de Barry Levinson (responsável por filmes como Rain ManVida Bandida, Sleppers, entre outros) como do outro o grande elenco composto por Al Pacino, Susan Sarandon, Danny Huston e John Godman, que retrata a oscilante trajetória de Jack, desde a conturbada infância até virar um símbolo a favor da legalização da eutanásia constantemente alvejado por contrários e conservadores religiosos. Jack é um personagem real e fascinante, que corajosamente contrário a lei, quando como descreve a história, ajudou mais de cem doentes terminais a conseguirem cometer suicídio assistido através de seu apoio. A consequência disso, foi dar voz a uma ideia perigosa e carregada de polêmica, que lhe rendeu apoio de uns, e um ódio descomunal de outros. "Você não Conhece o Jack" não tem em sua proposta a intenção de apresentar soluções ou fazer condenações em relação a aplicação da eutanásia. Sua narrativa tem como sua maior prioridade relatar vários acontecimentos determinantes em volta de seu protagonista, acima de tudo, apesar de evidentes críticas sobre alguns aspectos em relação a Jack Kevorkian. Trata-se de um bom filme que merece ser conferido com atenção. 

Nota: 7,5/10 
____________________________________________________________________________

8 comentários:

  1. Outra sugestão daqui que correrei atrás para ver. Recordo a época do borburinho sobre a atividade do Dr. Morte. E sempre fui fã dessas produções "made for tv".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acabei conhecendo o cidadão através do filme mesmo. A alcunha não me era estranha, mas não sabia a quem se referia. É um bom filme que merece certa atenção.

      abraço

      Excluir
  2. Estou curioso para conferir. O tema, o personagem e o elenco chamam a atenção.

    A parceria de Barry Levinson com a HBO rendeu também a ótima série "Oz - A Vida É uma Prisão".

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse "Oz - A Vida É uma Prisão" não conheço. Sempre gostei do trabalho de Levinson, onde até mesmo os seus filmes ruins (A Esfera), sempre encontrei aspectos positivos. Valeu pela dica!

      abraço

      Excluir
  3. Instigante Marcelo!
    Ainda preciso conferir, telefilmes dos bons é com a HBO mesmo!
    Pacino sob direção de Barry Levinson, deve ser coisa boa.

    Abraço.

    Rodrigo
    http://cinemarodrigo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista e me dê um feedback se possível!

      abraço Rodrigo e obrigado pela visita

      Excluir
  4. Lembro das reportagens da época em que isso veio a tona na mídia. Mas não sabia que existia um filme, ainda mais com Al Pacino. Irei conferir com certeza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba! Não sei como isso passava desapercebido por mim? Só fui conhecer o caso com algum conhecimento de causa através do filme mesmo. Coisa...rsrsrs

      abraço Déh

      Excluir