quarta-feira, 13 de março de 2013

Crítica: Um Assalto de Fé | Um Filme de Cibele Amaral (2011)



Vida de bandido não é fácil. Que diga essa trupe de criminosos. Após vários fracassos onde Galinha Preta (Alexandre Carlo) e Lapão (Lauro Montana) se deram mal, ambos topam participar de um assalto a uma igreja evangélica, proposto por Jerônimo (André Deca) que é membro da comunidade. Infiltrado na igreja onde trabalha como tesoureiro, também namora a filha do pastor da qual planeja um golpe assaltando a igreja no dia de um grande show gospel que renderá uma grande quantia em dinheiro. Mas para executar o plano, contratam o motorista glutão Japonês (Alessandro Santos) e a stripper evangélica Nildinha (Cibele Amaral) para auxilia-los na execução. Apesar de toda a inexperiência no planejamento do assalto e na execução do mesmo, as coisas correm bem até certo ponto. Depois tudo começa a virar uma bagunça e fugir do planejado virando uma sequência de equívocos e desengonçadas situações. “Um Assalto de Fé(2011) é uma comédia que satiriza a idoneidade de certas Igrejas Evangélicas numa trama de crime e humor que funciona bem até certo ponto da missa.


Se a primeira vista as piadas encrustadas no roteiro dessa produção parecem infinitas e de qualidade regular por toda obra, aos poucos pode-se constatar que as melhores são desperdiçadas no trailer. De resto, o humor se apoia no desempenho do elenco e mais nada. A produção demonstra um pouco de amadorismo, apesar de boas ideias de resolução para dificuldades de realização técnica. A presença de Falcão no elenco acentua a narrativa cômica proposta pelo trabalho de direção de Cibele Amaral. Piadas focadas na tendência febril de igrejas e em comportamentos dissimulados por seus membros são o foco da trama, cercada de pastores controversos e fieis de muita fé e pouco bom senso. O filme funciona bem em certos momentos, mas não se sustenta a longo prazo pela falta de estrutura na narrativa, deixando nas mãos do elenco carismático a responsabilidade de não perder o afeto do espectador. “Um Assalto de Fé” é um longa que até diverte na medida do possível, mas certamente não vai mudar sua vida. Podia ser bem melhor, se conseguisse levar a sério a importância do enredo.

Nota: 5/10


Nenhum comentário:

Postar um comentário